Mentiras explicativas: 03 – Porque as pessoas tem insônia?

Sexta-feira é dia de mentiras. E de que tipo de mentiras estamos falando? Ora, mentiras que importam, mentiras que explicam e revelam os mistérios da universo. Hoje, por exemplo, vamos explicar….

Porque as pessoas tem insônia?

Motivo 1 — O curto
Porque uma voz — interna, mais esperta e da própria pessoa — sabe que a pessoa deveria estar acordada.

Motivo 2 — A história
A insônia, como a conhecemos hoje, foi criada por volta do século XVII, na Europa, em paralelo com os pilares do que mais tarde veio a se tornar o que chamamos — ou xingamos — “sociedade moderna”.

Com suas novas rotinas e joguetes, a dita sociedade moderna trazia uma nova rotina aos cidadãos. Veja que, neste caso, excluíam-se as cidadãs porque nessa época a sociedade era machista mesmo, tão machista que na hora de criar o novo nome daquilo que tirava o sono de muitos convencionou-se dizer que deveria ser uma entidade feminina. Por isso, ainda hoje, se diz “a insônia” e não “o insônia”, apesar de ser algo relacionado ao sono, que é, perceba, um substantivo masculino. Se diz “o sono” e não “a sono”. Chamar de “insono” jamais sequer foi discutido pelos cientistas, sacerdotes e demais idiotas da época.

Até aquele momento da história as pessoas conseguiam dormir muito bem. Trabalhavam com seus ritmos lentos e sua apreciação da passagem das estações do ano. Faziam colheita e guerra, se divertiam e aguardavam por cerimônias e banquetes que duravam muitos dias. Além disso morriam aos montes, antes dos 30 anos por motivos de falta de higiene, alimentação precária, paganismo, falta de internet e xenofobismo intenso. Se matavam em guerras desnecessariamente longas, porque odiavam seus vizinhos por motivos racistas e preconceituosos. Naquela época, sem a internet, as pessoas não entendiam que não podiam destruir o vizinho, porque o próximo meme genial poderia vir de lá. Como diria um certo senhor sábio “Você só pode ver as merdas que tem na TV no Japão e na Rússia, lá no YouTube, porque existe um Japão, uma Rússia e um YouTube”.

A nova sociedade que surgia colocava as pessoas dentro de rotinas, dava a elas respostas sobre o que deveriam fazer e o que deveriam querer fazer. A nova sociedade não pregava ouvir a voz interior de ninguém, pregava modelos, pregava imagens do que se deveria almejar ser. A medida que os anos avançaram esses ícones e essas cobranças ficaram maiores, mais intensos, mais limpos e mais difíceis de alcançar. Ainda hoje, apesar da imensa quantidade de livros de auto ajuda, muita gente não se auto ajuda e se vê deitado sem conseguir dormir por noites a fio.

A insônia surgiu como o resultado do conflito entre o que o corpo deveria estar fazendo e o que ele está efetivamente fazendo. A insônia, uma voz interna, mais esperta e da própria pessoa e que sabe que a pessoa deveria estar acordada, porque aquela rotina imbecil precisa de freio. Ansiedade. Nervosismo. Preocupações. Falta de paz de espírito. Na dúvida de saber se a verdade era tudo aquilo que era gritado para cada pessoa no dia a dia contra a voz interna sozinha que só conseguia falar de noite, bem antes de dormir, bem na hora do dia em que o celular e todos o resto não estava na cara, era compreensível que muitos acreditassem mais na voz da maioria.

Porém, é fato defendido por muitos especialistas no assunto, além de alguns metidos a besta que não tem a menor ideia do que está falando, que a insônia é apenas uma manifestação da preguiça. Para estes especialistas, para conseguir dormir basta estar mais cansado. Tão cansado quanto for necessário. Não tem essa de voz interior, de vocação, de não querer ser na vida aquela pessoa famosa, milionária e fútil. Sua justificativa maior vem do fato que “alguém que faz faculdade, pega 4 horas de ônibus por dia e ainda trabalha, jamais tem insônia. Jamais. ”. Os que perdem tempo discutindo com eles, postando textão, vídeos mal editados e comparações que eventualmente chegam a Hitler, tem como principal argumento que se eles desconhecem a voz interior, não são dotados da capacidade de pensar, de falar consigo mesmo e, se assim é, alguém incapaz de pensar não merece palco pra defender ponto nenhum.

Por fim, estudos apontam que a insônia é resultado da sociedade moderna ser mais limpa. A limpeza foi a única coisa que mudou ao longo dos anos e que cresceu de forma proporcional a presença da insônia. Eles concluem dizendo “A humanidade sem dormir está limpa, mas continua racista, adoradora de festa e com grande capacidade para matar uns aos outros.”.

A grande verdade é que o mistério de porque temos insônia ainda é um mistério para a ciência atual. Seu verdadeiro motivo de existir talvez não tenha a ver com nada que possa ser calculado, descrito ou analisado com base em alguma bibliografia completíssima. É provável que o melhor caminho seja, quando se ficar acordado, o de fazer qualquer coisa que não seja pensar porque as pessoas ficam acordadas.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: