De Podcast: Kotaku Splitscreen

Continuando com nossa aventura semanal pelo mundo dos podcasts, estou aqui uma vez mais para indicar outro podcast. Essa semana, porém, faremos algo ligeiramente diferente, já que até agora não tinha indicado nenhum podcast em inglês, antes de indicar o podcast em si, acho que vale a pena gastar umas linhas justamente pra falar sobre porque indicar algo em inglês, já que “aqui é a Brasil, seu colonizado de merda!”.

Primeiramente, calma, aí com essa coisa de “colonizado de merda”. Acho que antigamente, fazia sentido essa ideia de que aprender a língua do país de fora e divulgar as coisas do país de fora num contexto de “veja como esse outro é melhor” era mesmo uma coisa meio de colonizado de merda. Hoje em dia, porém, o inglês não é só a língua dos ingleses e dos súditos do chanceler Trump, o inglês é uma ferramenta de comunicação internacional, usada pra que uma pessoa da Alemanha fale com um cara do Brasil, usada para que um cara da Polônia fale com um Chinês e etc, etc, etc. A língua é uma ponte que te permite buscar conhecimento — ou o que você quiser buscar, por exemplo, pornografia — pelo mundo todo, te dando acesso a culturas, histórias e visões de mundo.

É uma coisa óbvia e de conhecimento geral, mas mesmo assim, vale dizer. Aprender inglês é algo importante pra caralho (olha essa boca!) pra sua vida. Especialmente se você se preocupa em saber mais, em conhecer mais sobre o mundo e — indiretamente — sobre si mesmo e sabe que a internet vai além do Facebook, saber inglês abre um mundo de possibilidade de conteúdo. Curioso como a própria possibilidade é também a ferramenta pra te ensinar a falar melhor o idioma e isso quer dizer que se o seu inglês não é tão bom e você se meter a baixar podcasts em inglês e insistir, e aprender, e continuar, eventualmente você vai aprender mais e um dia vai até esquecer que teve uma época que você não entendia 100% do que estava ouvindo.

Meu ponto principal com isso não é nem fazer aquele discurso escolar pra convencer o pai a “instalar o kit multimídia no Microcomputador do Juninho”, meu ponto principal é que você se permitindo ouvir podcasts em inglês se abre um abre um mundo enorme de possibilidades de conteúdo. Mais do que isso, de um conteúdo de qualidade, seja ele entretenimento, jornalístico, humorístico ou o que você quiser.

Sendo assim, não se reprima, tente escutar, tente buscar podcasts de algum assunto que você gosta, tente buscar podcasts com artistas, escritores, músicas, personalidades em geral, que você gosta. Dificilmente você vai buscar em inglês esse tal “algo da sua escolha”+“podcast” e não vai achar o que está buscando. Na dúvida, o Google tradutor pode ser um bom amigo, sempre que necessário.

E agora, já que lidamos com essa questã vamos a indicação dessa semana. Eles são um exemplo justamente de jornalismo e de conteúdo. Não, não é a BBC, não, não é a CNN, é um dos podcastas da Kotaku e eles falam sobre video games, da cultura de video games, com cultura pop e o que mais lhos der na telha. O nome do podcast é Kotaku Splitscreen.

A proposta do podcast é falar sobre os assuntos correntes do mundo dos games, falando dos jogos lançamento, além de notícias e polêmicas do mundo dos games. Ocasionalmente, tem convidados e entrevistas, mas o grande valor desse podcast pra mim está na linha editorial, na escolha de como analisar cada tema, de como dar cada opinião.

O tom é descontraído, mas cuidadoso. Eles tem bagagem pra associar, nomear jogos antigos, tem uma visão cultural pra entender diferenças entre os jogos japoneses e os americanos (ou de outros países) e tem sensibilidade com o momento das coisas. Não é um podcast alienado, não é um podcast que fala de games como adolescentes empolgados pelo próximo jogo que vai satisfazer suas insatisfações pessoais, ao contrário de muitos podcasts de games por aí. Se um babaca for eleito presidente, eles vão comentar, se uma empresa foi desrespeitosa, se um colega jornalista se envolveu em alguma polêmica, se um estúdio fechou. Tudo é conversado com um tom leve, mas com conhecimento de causa.

Essa mesma visão com um embasamento mais maduro existe na hora de analisar os jogos, sejam eles lançamentos ou não. É legal ver como eles desenvolvem certos pontos de vista e como a experiência deles acaba sendo algumas vezes bem diferente da de outras mídias.

O Kotaku Splitscreen é um podcast semanal e você pode ouvir no próprio site da Kotaku, mas, se você preferir ouvir por aplicativos, eis o feed no itunes e no android.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: