Bioshock

Você consegue imaginar como deve ter sido viver naquela época após a Segunda Guerra Mundial? Todas aquelas ideologias que hoje conhecemos apenas pelos livros de história sendo aplicadas na prática, sendo escritas na própria história, o mundo mudando de diversas formas. Avanços científicos, novas filosofias, novas descobertas e uma força de vontade de construir um novo mundo que só é capaz de conhecer quem já viu uma guerra e sobreviveu pra contar.

Imagine agora uma cidade enorme, construída nessa época, carregada de grandes ideologias de liberdade, de criação desse tal novo mundo, deixando para trás governos capitalistas de extrema direita, governos totalitários disfarçados de defensores da liberdade, governos comunistas e nazistas. Uma cidade construída por artistas, filósofos, cientistas e todo tipo de pessoas que acreditavam grandemente que poderiam criar o mundo do amanhã, deixando para trás o que as guerras haviam mostrado ser errado e insuficiente.

Imagine que essa cidade foi construída no fundo do mar e, como eles mesmo dizem, uma cidade que não era apenas impossível de ser construída no fundo do mar, mas sim uma cidade impossível de ser construída em qualquer lugar.

Bem vindo a Rapture. O ano é 1960 e você vai chegar lá depois de uma queda de avião no meio do oceano, sendo você o único sobrevivente da queda. Por sorte, ou ironia do destino, seu avião caiu bem próximo de uma das entradas para essa cidade utópica. Entrando na cidade, você vai acabar descobrindo que algo deu errado com aquela sociedade, e, enquanto você tenta sobreviver e encontrar uma forma de ir embora, você vai viajar pela história do lugar, dos seus personagens, dos seus cenários, seus mistérios, e vai descobrir porque tudo deu errado.

Esse é o enredo do jogo Bioshock, lançado em 2007 e duvido que não tenha chamado sua atenção, mesmo se você for uma dessas pessoas que torce o nariz pra videogames.

Bioshock pode ser descrito como uma narrativa cinematográfica em primeira pessoa de sobrevivência, suspense, terror e exploração.

Esse jogo representa uma maturidade em design de jogos de videogame. Da mesma forma que um filme muito bem feito pode ser apreciado por qualquer um, esse jogo consegue ser uma experiência tão bem produzida que qualquer pessoa que se aventurar a tentar vivê-la, vai gostar em algum nível e tirar algo de valor dela.

Falando do ponto de vista de jogos de videogame, eu poderia facilmente citar uns 10 momentos onde a combinação de música, luz, cenários, a sensacional dublagem dos personagens e a ação ocorrendo nesse jogo ficaram estampadas na minha memória, como poucas obras do entretenimento conseguiram fazer, sejam elas filmes, livros ou sei lá o que.

E falando um pouco mais sobre a dublagem dos personagens, se você já jogou Resident Evil 4 é bem capaz que você se lembre até hoje dos “Um forastero!” ou “Atrás de ti, imbecil!”. Aqui, o que os personagens falam, o que as máquinas de comprar coisas falam, o que as propagandas do governo da cidade falam, ou as fitas com gravações de pensamentos e histórias dos personagens contam, vão te acompanhar (e te assustar) durante muito tempo.

Na verdade, eu acredito que o mundo de Bioshock como um todo vai te acompanhar.

Seja você um gamer, seja você um gamer das antigas que acha que bom mesmo era até o play 1, seja você um fã de história e da segunda guerra mundial, seja você um revolucionário frustado, seja você um cinéfilo do tênis verde, seja você uma pessoa comum, esse jogo pode (e deve) ser admirado por todos.

Produzido pela Irrational Games, com o design de Ken Levine, o jogo está disponível pra Xbox 360, Playstation 3, Mac e Windows, e por ser antigo o preço é bastante em conta. Vá atrás, se você se arrepender ou se o jogo não causar nada em você, escreve pro tio (eu), que o tio te leva no psicólogo pra gente consertar essa sua cabecinha maravilhosa, sim?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: