Porque os Jogos Antigos… #8

Olá pessoas, como vão as coisas por aí?

Mais uma vez, antes de começar quero deixar claro duas coisas. Uma, não acho que só os jogos antigos tinham coisas legais. E outra, não faço generalizações, apenas calculo a média, o que quer dizer que tem sim jogos novos que fazem designs que não se aplicam a piada.

Tendo dito isso, ou em outras palavras mais ousadas, tirando o meu da reta (opa, e aquela história de blog de família?) podemos continuar.

O design do Mario da Nintendo tem uma história bem famosa, mas eu to dizendo isso só pra usar de frase de introdução pros parágrafos que vou usar pra contar ela sem me importar de verdade se você já ouviu ou não, ou ainda se ocasionalmente falarei coisas que não são completas verdades (mais, heim?).

A história se passa no distante ano de 1981 numa sala qualquer onde Shigeru Miyamoto e seus comparsas, criavam o design do herói para o jogo que iria se chamar Donkey Kong. Naquela época de 8 bits de processamento e incríveis 256 cores, quanto menos pixels um personagem tivesse melhor. A grande dificuldade estava em criar um visual simples, mas com personalidade.

Ele queria que fosse um ser humano, então pra aparecerem os braços Sr. Miyamoto e seus comparsas decidiram fazer eles de uma cor diferente do corpo. Pra dar mais elementos fizeram também uma bota da mesma cor dos braços e como fazer cabelo com poucos pixels não ficava muito legal (inclusive é por isso que muitos personagens de jogos antigos ou são robôs ou tão sempre de capacete), colocaram um boné. Por fim pra dar personalidade fizeram o nariz ser grande. O bigode está lá porque da mesma forma que o cabelo, fazer uma boca com poucos pixels era difícil.

Aqui também está a explicação de porque o Mario é pequeno. O jogo era uma tela estática e o objetivo era subir até o topo, então ele sendo mais baixo, permitia criar mais locais por onde ele poderia passar, mais níveis, mais plataformas, além de gastar menos processamento pra mover um personagem menor pela tela.

E pra concluir a história, olhando pro personagem pronto, dá pra dizer que ele tá com um macacão, olha a imagem aí. Foi por causa desse macacão que depois se decidiu que ele ia ser um encanador e então vieram as idéias dos tubos verdes gigantes dos jogos do Mario que surgiram depois. Pra ler a história toda com mais detalhes, dá uma passada no Wikipédia depois.

Agora, falando sobre os jogos de hoje em dia, (é, pois é, ainda não terminei), não é preciso pesquisar muito pra ver as coisas que coloquei no quadrinho. Que tal um check list, só pra ser mais divertido e dinâmico?

Vamos começar com um RPG, que tal a Lightning do Final Fantasy XIII? Vamos lá:

– Meio lésbica?
Confere!

– Roupa que mostra o corpo e que não faz sentido pra função dela, lembrando que ela é um SOLDADO?
Confere!

– Acessórios que não podem ser usados na vida real?
Quero ver alguém andar por aí com uma espada que fica batendo na sua bunda quando você anda, sendo assim, confere!

– Cabelo de uma cor meio diferente?
Confere!

Hum… vamos tentar então outro gênero, que tal um jogo de ação bem agitado, que tal Bayonetta?

– Meio lésbica?
Confere!

– Roupa que mostra o corpo e que não faz sentido pra função dela no jogo?
Confere!

– Acessórios que não poderiam ser usados na vida real?
Ela tem revolveres nas botas!!!!

– Cabelo diferente?
Confere!

Hum… vamos fazer o seguinte, só peguei personagens de produtoras japonesas, vamos tentar um personagem ocidental. Que tal a Nariko de Heavenly Sword ?

– Meio Lésbica?
É… confere

– Roupa que mostra o corpo e que não faz sentido pra função dela no jogo?
– É… de novo, confere

– E uns acessórios que não fazem sentido?
É, tá ficando chato

– Pra concluir, e o cabelo?
Sim, é bizarro também.

Ora, ora, vejam só. Eu até poderia continuar pegando outros personagens e outros jogos, tipo ahn… a Lara Croft. Me diz aí, quem vai explorar catacumbas por aí semi nua com duas pistolas que só com o peso delas não poderiam jamais estar na lateral do shorts dela a menos que ela tivesse um cinto mega apertado? Heim??? Hahaha

É, acho que já deu pra entender minha idéia. Ah, e antes que você pense, eu sei que só falei de personagens femininos, mas isso não quer dizer que não aconteça com personagens masculinos, só não falei deles porque talvez eu use numa outra edição no futuro, sabe como é planos, estratégia e tudo mais hehehe.

Mas… só pra dar uma idéia e não parecer que eu não falei porque não tem e eu to falando isso de próxima edição porque eu sou “um bobão da internet que fala coisas feias”, pra personagens masculinos acho que tem dois caminhos. O primeiro é o cara mais magrinho malandro, misterioso, do cabelo arrepiado bagunçado, que fuma e que não é famoso por respeitar mulheres, o que não impede de ele ser sempre um pegador. O segundo é quando o cara é uma pilha de músculos, aí ele é mais mal educado, mais puto e pega mais mulheres. Sinceramente, você queria ser amigo do Kratos? O cara odeia todo mundo, arranja briga com todo mundo, quer matar todo mundo, não tá nem aí pra nada, mas tem sempre uma deusa querendo dar pra ele! E ele é só 1 exemplo hahaha.

E falando sobre design de personagens masculinos, uns dias atrás pessoas ficaram revoltadas, reclamando do novo visual do Dante pro próximo jogo do Devil May Cry. Antes de eu continuar, dá uma olhada no trailer.

E aí? Qual sua opinião? Você acha que rolou uma certa influência da imagem adolescente daquele vampiro que brilha do Crepúsculo (hihihi) ou isso é maldade das pessoas?

Achei que o maior problema não é nem as influências Crepúsculo, mas o fato dessa imagem não combinar com a personalidade que querem que ele passe. O que eu quero dizer é que se esse Dante encontrasse com o outro Dante, ele ia levar uma surra foda, isso se a mãe dele não aparecesse e colocasse ele de castigo por ficar fumando cigarro por aí. Entende o que eu quero dizer?

Acredito que o design de personagens seja algo muito importante, não só porque eu desenho, mas porque quando estamos jogando nós somos aquele personagem e nós queremos ser alguém que nos agrade e que seja legal, ou que de certa forma represente algo que seja interessante pra nós.

Os jogos podem ser muito bons e terem um design de personagens meio fraco ou meio “é o que o mercado manda fazer”. Os jogos que citei, tipo Bayonetta, Final Fantasy XIII, Heavenly Sword, apesar de rolar todo esse estereótipo, são jogos bons. Inclusive Final Fantasy é engraçado porque dá pra analisar os outros personagens tipo a Vanille e a Fang e elas caem na mesma receita.

Seguir essas receitas então é bom ou é ruim, cara da internet que fica falando um monte de coisas?

Acho importante não esquecer que jogos contam histórias e que histórias movem as pessoas e fazem elas pensarem, aprenderem, se transformarem e toda aquela coisa bonita que todo mundo sabe. Então, contanto que esteja sendo criada uma história que consegue o objetivo final e o objetivo final é ser proporcionar diversão, não tem problema.

Apesar disso, temos que estar atentos a essas coisas e tomar cuidado porque as idéias devem evoluir, devem seguir pra algo que faça sentido e não serem sempre baseadas em encontrar uma fórmula mágica e sugar ela até o máximo do máximo, até que apareça uma nova tendência e então pular pra ela. Se todo mundo seguir a fórmula até o máximo do máximo não vão ter novas tendências e como sempre acontece com qualquer coisa do entretenimento que deixa de se renovar, acaba.

Sendo assim, curtam seus personagens fortões mal educados, suas meninas meio lésbicas seminuas, da mesma forma que é possível apreciar um filme de ação que não faz o menor sentido, mas que é divertido. Mas é bom ter consciência de que aquilo é uma fórmula, uma brincadeira digamos assim, que não deve ser levada pra um mundo além daquele do jogo.

E vocês, o que acham?

One Comment on “Porque os Jogos Antigos… #8

  1. Opa, adorei o post. Muitos pontos são reais nisso, é muito fan service e etc.

    Final Fantasy é lotado disso, coisa do “estilista” Nomura, até os personagens mais simples não são tão simples.

    Mas os detalhes é o que cria a identidade da personagem. Sobre a Lara, para o que ela faz, não combinaria algum outro tipo de roupa a não ser “semi-nua”, confere? Mas entendi a ideia que você quis passar.

    No geral, gostei do texto 😀

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: